Pub
Pub
artigo
imprimir

Atividade física na diabetes tipo 1

Saiba mais sobre fazer atividade física quando se tem diabetes tipo 1.

Ao praticar atividade física na diabetes tipo 1 são várias as informações que deve ter em conta. Em primeiro lugar, é preciso ter em atenção que o efeito da atividade física na glicemia depende de fatores, como:

 

  • A intensidade e a duração do exercício;
  • Os níveis de insulina em circulação;
  • A ingestão de hidratos de carbono antes e durante a atividade.

 

Para um bom controlo da glicemia durante a atividade física na diabetes tipo 1 (evitar a hipoglicemia ou a hiperglicemia) é necessário ajustar a dose de insulina ou a ingestão de hidratos de carbono, ou ainda ambas.

Orientação geral para os ajustes necessários

Ajustes na dose de insulina

 

  • Evite administrar insulina na zona do corpo que vai ser exercitada;
  • Reduza 25 a 50 % da dose de insulina rápida se iniciar a atividade até 2 horas depois da sua administração. Se a atividade não foi planeada e não reduziu a dose de insulina, ingira hidratos de carbono «extra» de absorção rápida, antes e durante a atividade.
  • Reduza 25 a 50 % da dose de insulina rápida na refeição seguinte.

 

Atenção! Em alguns casos poderá haver necessidade de uma maior redução. Não deixe de consultar a sua equipa de saúde para obter orientações indicadas especialmente para si.

 

Ajustes na ingestão de hidratos de carbono «extra»

 

A quantidade de hidratos de carbono «extra» depende dos valores de glicemia antes da atividade, das necessidades individuais da pessoa e do nível de insulina. Se iniciar a atividade 2 ou mais horas após a administração de insulina deve avaliar a glicemia.

 

  • Glicemia ≤ 70 mg/dL – deve corrigir a hipoglicemia e não fazer exercício. Inicie apenas quanto os valores estiverem acima dos 90 mg/dL;
  • Glicemia > 70 mg/dL a 150 mg/dL – Ingerir hidratos de carbono «extra» de acordo com a indicação dada na consulta;
  •  Uma Glicemia > 150 mg/dL – Pode não ser necessário ingerir hidratos de carbono «extra» antes da atividade, mas sim durante, em cada 30 ou 60 minutos;
  • Glicemia > 250 mg/dL e corpos cetónicos negativos – Pode ou não fazer, dependendo das indicações dadas na consulta pela sua equipa de saúde.

 

Durante a atividade física (em cada 30 a 60 minutos) pode ser necessário ingerir hidratos de carbono «extra» de absorção rápida, como por exemplo, uma barra de cereais ou um sumo açucarado.

 

É importante medir os corpos cetónicos se a glicemia for > 250 mg/dL. Se a medição de corpos cetónicos for positiva, não pode fazer exercício físico.

Avalie a glicemia

Para conhecer os efeitos da atividade física e saber como fazer os ajustes, avalie a glicemia:

 

  • Antes do exercício;
  • Em cada 45 a 60 minuto de exercício;
  • No final do exercício.

 

A hipoglicemia pode surgir até 12 a 14 horas após a atividade. Para evitar esta situação, não se esqueça de fazer os ajustes recomendados após a atividade.

 

Reduza o risco de desidratação durante a atividade

 

Para hidratar opte pela água. Para hidratar e reforçar com hidratos de carbono de absorção rápida opte por sumos com açúcares de 6 a 8 g de hidratos de carbono por cada 100 mL (veja no rótulo da tabela de informação nutricional do sumo).

artigo

105.

6 bebidas que pode consumir na diabetes

Junte-se à comunidade Diabetes 365º!

Fontes

Referências

  • Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP)
artigo
imprimir
anterior seguinte